Reforma sem desperdício

Esta antiga casa de vila em São Paulo, passou por uma reforma que mudou totalmente a configuração de seus ambientes e ainda trouxe aos interiores do imóvel um ar industrial– ainda que de forma impensada. Foi o resultado natural das escolhas feitas pelo escritório de arquitetura Arkitito para a estrutura e acabamentos. Sempre com a preocupação de evitar desperdícios.

As portas de madeira à esquerda escondem um lavabo

As portas de madeira à esquerda escondem um lavabo. Escada de aço e o piso em cimento queimado trazem um ar industrial ao ambiente

A ausência de paredes cria amplitude no espaço

A ausência de paredes cria amplitude no espaço. Cozinha gourmet traz aconchego.

Os ambientes, quase todos, sem divisórias criam a comunicação que é um dos elementos principais deste projeto e do conceito de loft. A ilha gourmet também proporciona a interação. A mesa de jantar, que funciona como uma extensão da ilha, traz aconchego e mais integração. A laca amarela do tampo dá o colorido necessário.

A escada de aço vazada dá leveza à construção que, com fechamentos de vidro, ampliou a iluminação natural

A escada de aço vazada dá leveza à construção que, com fechamentos de vidro, amplia a iluminação natural

O imóvel perdeu paredes e ganhou iluminação natural com o uso de vidro para fechar toda a área da escada. As vigas de aço recheadas com concreto que agora fazem a sustentação da casa foram mantidas em seu tom natural, assim como a escada que leva do térreo ao solário- vazada e apenas com uma tela como guarda-corpo a partir do segundo piso, ela contribui para deixar a construção mais leve.

Todo o vão do terreno, onde fica a escada, foi fechado com vidro, garantindo a entrada de luz natural

Todo o vão do terreno, onde fica a escada, foi fechado com vidro, garantindo a entrada de luz natural

As paredes no tom terroso e o aço usado na escada e no peitoril criam o ar industrial do loft, além da modernidade que o conceito do mesmo propõe.

Quarto dos fundos com muita luz

Quarto dos fundos com muita luz

Tons terrosos, vidro e aço resumem este projeto

Tons terrosos, vidro e aço resumem este projeto

No piso do térreo foi colocado um porcelanato que imita cimento queimado. Em uma das paredes logo na entrada da casa foram instalados tijolos aparentes que estavam na obra, sempre visando o pouco desperdício. O escritório de arquitetura teve a preocupação de produzir menos entulho que dialoga com a intenção do proprietário de ter uma casa o mais sustentável possível. Ele mesmo produziu a tinta das paredes, usando terra de diferentes cores para criar tonalidades diversas.

O aço em sua cor natural e tons terrosos predominam no sobrado. O piso imitando cimento queimado é um porcelanato da Portobello

O aço em sua cor natural e tons terrosos predominam no sobrado, criando essa “cara” industrial. O piso imitando cimento queimado é um porcelanato da Portobello

A cozinha sem divisórias tem armários de madeira desenhados pelos arquitetos e bancadas de Silestone da Marmoraria Vedra

A cozinha sem divisórias tem armários de madeira desenhados pelos arquitetos e bancadas amarelas de Silestone da Marmoraria Vedra, trazem cor ao ambiente

Porta de entrada de aço

Porta de entrada de aço original do sobrado

O tijolo aparente fica muito bacana. É bonito, foi reutilizado da obra, se encaixa no conceito do loft e também do “estilo industrial”.

Sala com tijolos aparentes reaproveitados da obra

Sala com tijolos aparentes reaproveitados da obra que evitam o desperdício

A fachada da casa, também, utiliza os tons terrosos e pouca informação decorativa, o que novamente traz o ar industrial ao projeto.

Fachada da frente

Fachada da frente

Fachada dos fundos

Fachada dos fundos

Escondida no pequeno quintal foi instalada sob o piso, uma cisterna que faz parte de um sistema de reuso de água. Mais uma técnica para não desperdiçar nada. Os móveis da outra casa foram para a nova, com exceção dos armários da cozinha.

Utilizar técnicas sustentáveis em uma reforma como o reuso de materiais e a iluminação natural é muito importante nos dias de hoje, em que enfrentamos tantos problemas em nosso ecossistema… Aproveite essas dicas e economize!

ZAGDICAS

  • O escritório de arquitetura Incriatório desenvolveu um projeto para manejo de água e instalam sistemas de captação e reuso como o que fica sob o piso de tijolos do pequeno quintal da casa. A cisterna, com capacidade para cinco mil litros, acumula água de chuva e proveniente de chuveiros e pias, que, depois de filtrada, vai para vasos sanitários e torneiras usadas na limpeza. Por causa da crise hídrica no nosso país vale a preocupação em economizar água!
  • Cozinhas abertas precisam ser bastante arejadas com janelas e portas ao redor assim não levam o cheiro dos alimentos para os outros ambientes
  • Na Portobello você encontra porcelanatos que imitam muito bem o cimento queimado

 

DestaquesInterioresTendênciasGreen

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *