Exteriores

Confluência Visual

Confluência Visual No Rio, uma cobertura especial, em um ponto privilegiado da cidade , tem vista para o Cristo Redentor, o Pão de Açúcar e o Morro Dois Irmãos. O projeto de reforma e decoração foi assinado pelo arquiteto André Piva que criou ambientes modernos e, ao mesmo tempo, aconchegantes. A ideia era fazer do apartamento dupléx uma grande galeria de arte. Fazer com que os olhos se voltem ao interior quando o exterior é tão bonito era um grande desafio para o arquiteto. Então seria preciso incorporar os ambientes à paisagem. Inicialmente seria preciso mudar a disposição original dos cômodos. Por questões práticas, o segundo pavimento ficou reservado para a área social, com salas de estar e jantar, varanda, piscina e uma pequena cozinha de apoio para os jantares servidos ali. Para que a circulação entre ela e a cozinha do andar de baixo, bem maior, fosse mais prática, o...

De Cara Nova

De Cara Nova Antes deixada de lado mas agora muito valorizada em projetos, a área de serviço tem se destacado na hora de reformar a casa, tem ganhado bastante importância pela configuração dos novos imóveis e agora é pensada como uma continuação da cozinha ou um espaço integrado com a varanda. Nestes projetos abaixo, em apartamentos de diferentes perfis e tamanhos, a área de serviço mereceu a mesma atenção dada ao resto da casa e foi além da funcionalidade. No projeto da equipe do escritório Tango Arquitetura foi necessário pegar um pedaço da metragem da área de serviço para poder encaixar a geladeira grande da cozinha integrada à sala, mas, mesmo assim ficaram com 10m2 onde até coube um armário, iluminado, para mantimentos, outra busca da integração de ambientes da área social. As arquitetas pensaram em fazer muitos armários, cada um com uma função específica assim o espaço fica organizado e com...

Projeto: Social ao ar livre

Projeto: Social ao ar livre Difícil encontrar uma reforma residencial que não comece, necessariamente, pela reformulação da área social e íntima do imóvel. Mas não foi exatamente isso o que aconteceu na reforma desta cobertura de 210m2, em São Paulo e projetada pela Mandril Arquitetura. Os proprietários sempre deixaram claro para os arquitetos que a prioridade era o desenho do pavimento superior, sobretudo da sua área externa. Este era um item tão importante quanto criar instalações práticas no primeiro andar. No segundo andar havia apenas um cômodo, ao lado de uma grande área ao ar livre. Além de instalações voltadas para o lazer e de duas novas suítes, a ideia, desta reforma, era de criar dois novos espaços neste pavimento: um escritório para o proprietário e um atelier para sua mulher, designer, que trabalha com estamparia. Uma grande sala de TV, uma cozinha gourmet, uma churrasqueira e uma mesa para refeições foram integradas no espaço...

Tudo começa pelo piso

Tudo começa pelo piso O leque de opções é grande mas o importante é que a escolha do piso deve considerar o efeito final desejado. Antes de pensar em móveis e objetos para decorar sua casa, primeiro olhe para o chão. A escolha do piso é capaz de alterar por completo a aparência de qualquer ambiente, seja rústico ou moderno. Madeira, porcelanato, laminado, mármore. São muitas as opções de piso, tudo depende muito mais da ideia do que se pretender criar do que do tipo de ambiente em questão. Veja algumas sugestões para cada espaço da casa: Cozinha A unanimidade entre os profissionais são os revestimentos cerâmicos ou os porcelanatos. A vantagem desta última opção de piso é a possibilidade de rejuntes mais finos, uma vez que, após a aplicação, as peças quase se encostam, criando menos sujeira entre elas e, consequentemente, incomodando menos. Uma boa alternativa, embora mais cara, é o granito preto...

Cobogó : Dupla Função

Cobogó : Dupla Função Cobogó é o nome dado a um tipo de elemento vazado, de cerâmica esmaltada, que tem sua inspiração nos muxarabis mouros: tramas de madeira muito usadas na arquitetura do Oriente e durante a colonização pernambucana. Com a dupla vantagem de delimitar espaços sem comprometer a luminosidade e a continuidade visual, o uso do cobogó tem sido retomado em consequência não só da onda vintage que invadiu a decoração, mas também por seu desempenho. Além de criar um peculiar efeito visual, com base na interação de cheios e vazios, os blocos cerâmicos (cobogós) podem ser eficientes do ponto de vista ambiental, ao impedir a incidência solar direta e proporcionar melhor aproveitamento da ventilação natural. Desenvolvidos nos anos de 1920 pelos engenheiros pernambucanos Amadeu Oliveira Coimbra e Ernest August Boeckmann e Antônio de Gois, seu nome deriva da combinação das sílabas iniciais dos sobrenomes dos criadores, que patentearam o invento. Eu...