TAG: cerâmica

Estilo Próprio

Estilo Próprio Há algum tempo o banheiro já ganhou importância dentro do projeto da casa. A escolha do revestimento define a personalidade do banheiro e pode deixar o espaço ainda mais funcional. Esta escolha é parte essencial na busca por tornar o ambiente também uma área de estar. Existem opções infinitas de combinações para valorizar o banheiro.. A compra das pastilhas pela proprietária do banheiro criado pela arquitetas Andrea Teixeira e Fernanda Negrelli, foi o ponto de partida pois ela queria que o banheiro da suíte fosse colorido. Escolheu vários tipos de pastilha e a solução foi criar um painel no box. O balcão em madeira clara deu leveza ao banheiro. A cerâmica cor-de-rosa em formato de diamante deu o tom feminino do banheiro projetado pelo escritório Forma 011. A escolha do revestimento foi o pronto de partida e como ele é bem marcante, foi usado somente na parede da pia...

Tudo começa pelo piso

Tudo começa pelo piso O leque de opções é grande mas o importante é que a escolha do piso deve considerar o efeito final desejado. Antes de pensar em móveis e objetos para decorar sua casa, primeiro olhe para o chão. A escolha do piso é capaz de alterar por completo a aparência de qualquer ambiente, seja rústico ou moderno. Madeira, porcelanato, laminado, mármore. São muitas as opções de piso, tudo depende muito mais da ideia do que se pretender criar do que do tipo de ambiente em questão. Veja algumas sugestões para cada espaço da casa: Cozinha A unanimidade entre os profissionais são os revestimentos cerâmicos ou os porcelanatos. A vantagem desta última opção de piso é a possibilidade de rejuntes mais finos, uma vez que, após a aplicação, as peças quase se encostam, criando menos sujeira entre elas e, consequentemente, incomodando menos. Uma boa alternativa, embora mais cara, é o granito preto...

Cobogó : Dupla Função

Cobogó : Dupla Função Cobogó é o nome dado a um tipo de elemento vazado, de cerâmica esmaltada, que tem sua inspiração nos muxarabis mouros: tramas de madeira muito usadas na arquitetura do Oriente e durante a colonização pernambucana. Com a dupla vantagem de delimitar espaços sem comprometer a luminosidade e a continuidade visual, o uso do cobogó tem sido retomado em consequência não só da onda vintage que invadiu a decoração, mas também por seu desempenho. Além de criar um peculiar efeito visual, com base na interação de cheios e vazios, os blocos cerâmicos (cobogós) podem ser eficientes do ponto de vista ambiental, ao impedir a incidência solar direta e proporcionar melhor aproveitamento da ventilação natural. Desenvolvidos nos anos de 1920 pelos engenheiros pernambucanos Amadeu Oliveira Coimbra e Ernest August Boeckmann e Antônio de Gois, seu nome deriva da combinação das sílabas iniciais dos sobrenomes dos criadores, que patentearam o invento. Eu...